24 de maio de 2024 - 08:41

Dívida bruta do Brasil atinge maior nível desde abril de 2022, alcançando 75,7% do PIB

Foto: Divulgação

A dívida bruta do Brasil atingiu 75,7% do PIB em março, registrando seu maior patamar desde abril de 2022. Esse aumento, de 0,2 ponto percentual em relação a fevereiro, foi divulgado pelo Banco Central. A DBGG (Dívida Bruta do Governo Central), que engloba governo federal, INSS e governos estaduais e municipais, apresentou esse crescimento devido ao pagamento de juros nominais, embora tenha sido parcialmente compensado pelo resgate líquido de dívida e pela variação do PIB nominal.

No acumulado de 12 meses até março, a dívida aumentou 4,2 pontos percentuais, enquanto em 2024, a alta foi de 1,3 ponto percentual. No entanto, o setor público consolidado, composto por União, Estados, municípios e estatais, registrou um superávit primário de R$ 1,2 bilhão em março. Após incluir o pagamento dos juros da dívida, houve um deficit nominal de R$ 63 bilhões no setor público consolidado em março, com uma redução no saldo negativo no acumulado de 12 meses.

Compartilhe nas redes sociais
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook