4 de março de 2024 - 14:43

Equador vive onda de terror e entra em Estado de Emergência

Foto: Reprodução

Na terça-feira (9), o Equador enfrentou uma série de ações criminosas, incluindo sequestros, explosões e a invasão de um telejornal, revelando uma intensificação do confronto entre o governo e o crime organizado. Pelo menos quatro policiais foram sequestrados, três deles em Machala, no sul do país, e outro em Quito.

As autoridades anunciaram esforços para localizar os policiais sequestrados e prender os criminosos responsáveis. Além disso, imagens de homens armados mantendo reféns circularam nas redes sociais. Explosões ocorreram em diversas cidades, incluindo Quito, sem causar feridos, mas gerando alarme na população.

O presidente Daniel Noboa declarou Estado de Emergência por 60 dias em resposta aos recentes eventos, permitindo patrulhas militares, incluindo em prisões, e estabelecendo um toque de recolher noturno em todo o país. A medida foi uma resposta ao desaparecimento de Adolfo Macias, líder da gangue criminosa Los Choneros, e a distúrbios em várias prisões.

Compartilhe nas redes sociais
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook