17 de julho de 2024 - 17:49

Moraes retira sigilo do inquérito das joias sauditas envolvendo Jair Bolsonaro

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (8), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, retirou o sigilo do inquérito das joias sauditas, que investiga o suposto desvio do acervo presidencial pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus ex-assessores. O documento foi enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR), que tem 15 dias para analisar o caso, podendo pedir mais provas, arquivar ou apresentar denúncia.

A Polícia Federal indiciou Bolsonaro e outras 11 pessoas no dia 4 de julho por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos. A lista de indiciados inclui Bento Albuquerque, José Roberto Bueno Júnior, Julio Cesar Vieira Gomes, Marcelo da Silva Vieira, Marcos André dos Santos Soeiro, Mauro Cesar Barbosa Cid, Fabio Wajngarten, Frederick Wassef, Marcelo Costa Câmara, Mauro Cesar Lourena Cid e Osmar Crivelatti.

Até agora, a investigação identificou que três conjuntos de bens foram recebidos por Bolsonaro, totalizando US$ 1.227.725,12, equivalentes a R$ 6.826.151,66.

4o

Compartilhe nas redes sociais
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook